Qual o interesse que uma empresa de Minas Gerais teria de encomendar uma pesquisa em Campina Grande, nesses tempos de Operação Lava Jato? É a indagação de muita gente está fazendo na cidade, depois que a empresa Veritá, de Uberlândia, registrou uma pesquisa junto ao Tribunal Superior Eleitoral, para aferir dados sobre a disputa pela Prefeitura deste ano.

É curioso porque, pelo menos até o momento, nenhum dos candidatos ou empresa de Campina assumiu a encomenda da pesquisa. E vale lembrar que o Instituto Veritá é sediado a mais de dois quilômetros de Campina, e já foi flagrado com a divulgação de números falaciosos, em relação à disputa de 2014 entre Aécio Neves e Dilma Rousseff, em que trazia o tucano 14% à frente da petista.

O detalhe é que essa pesquisa realizada em Campina, em 15 dias, traz registrados como pré-candidatos o ex-vereador Peron Japiassu, do PT, que anunciou apoio a Adriano Galdino e não será candidato. O mesmo em relação ao deputado Inácio Falcão, do PTdoB, também aliado do socialista.

Fonte:Blog Helder Moura

DEIXE UMA RESPOSTA