Pré-candidato a vereador e engenheira são presos por fraudes em empréstimos na PB

A dupla é acusada de fraudes relacionadas à adulteração de contracheque e declaração de liberação de margem de funcionários públicos da Prefeitura de Conde – Secretaria de Administração.

0
698

A Polícia Civil da Paraíba prendeu na tarde desta sexta-feira (15) uma engenheira mecânica e o assessor da Prefeitura do Conde em flagrante por fraudes na contratação de empréstimos consignados.

De acordo com a Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) Maria Teresa Carneiro Gonzaga dos Santos, de 33 anos, natural de Taubaté (SP) e o assessor político Vailson Oliveira do Nascimento, são acusados por fraudes relacionadas à adulteração de contracheque e declaração de liberação de margem de funcionários públicos da Prefeitura de Conde – Secretaria de Administração.

Segundo as investigações, a suspeita Maria Teresa confessou a conduta criminosa e informou que toda a fraude foi executada pela pessoa de Vailson, ex-funcionário da Prefeitura de Conde e atual assessor político da prefeitura, com diversos contatos que possibilitaram a realização das fraudes.

Conforme o delegado Lucas Sá, a DDF chegou aos suspeitos após comunicação feita pelo setor de fraudes da CEF – Agência Cruz das Armas, resultando na prisão em flagrante das duas pessoas.

Foram apreendidos os documentos utilizados e os aparelhos de celular dos suspeitos, com diversas conversas que comprovam a atuação criminosa.

A DDF destacou ainda que Maria Teresa é filha de Vera Lucia, professora do município do Conde, presa em março deste ano por aliciamento de menores. Maria Teresa é engenheira mecânica, formada no Estado de São Paulo e já responde a inquérito policial em tramitação na 1ª dp de osasco. Foram encontradas diversas conversas no aparelho de Maria Teresa que comprovam a prática de outras condutas, como porte ilegal de armas de fogo.

As investigações apontam também que existem suspeitas de que o assessor político Vailson (pré candidato a vereador nas eleições deste ano) esteja envolvido em diversas fraudes relacionadas à adulteração de contracheques de funcionários da Prefeitura de Conde e outras fraudes, que serão devidamente investigadas pela DDF.

FONTE: PB Agora