Volume do açude de Coremas duplica após 345,4 mm de chuvas

0
203

Volume do açude de Coremas duplica após 345,4 mm de chuvas

 O cenário é outro. O cenário desértico  ganhou vida e os açudes secos receberam nova recarga, transforamando a paisagem no Sertão paraibano, em decorrência da chegada das chuvas. Aos poucos, o verde aparece, e ass plantas resistentes a seca, voltam a florecer.

Para alegria do sertanejo, as chuvas trouxeram esperança e muitos agricultores já iniciaram o plantio na expectativa de uma boa colheita.

As chuvas também aumentaram as recardas de açudes que estavam praticamente seco. É o caso do açude de Coremas.

Após as chuvas acumuladas de 345 mm este ano, o manancial, já duplicou de volume. Os dados da Agência Executiva de Gestão das Águas apontam que, em janeiro, o reservatório tinha 14 milhões de metros cúbicos de água. Conforme monitoramento, o açude estava com 30 milhões de metros cúbicos. O Rio Piancó tem recebido um grande volume de água, que deságua no açude de Coremas, que estava praticamente seco.

O volume atual representa apenas 5,1% da capacidade de armazenamento do reservatório de Coremas, que é o maior da Paraíba. Mas, com as últimas chuvas, o açude não é mais considerado pela Aesa em situação crítica.

Severino Lopes

PB Agora

DEIXE UMA RESPOSTA