Em parceira com a Prefeitura, Caixa Econômica de Petrolina dá exemplo de como organizar multidão na fila de espera

Toda a rua foi sinalizada indicando a posição correta de distânciamento entre os que aguardam o atendimento na agência bancária

0
93

Em tempos de pandemia do novo coronavírus e medidas de distânciamento social, os saques do Auxílio Emergencial do Governo Federal tem preocupado por gerar tumulto e aglomeração de pessoas. Em Petrolina, no Sertão do Estado, uma iniciativa da Prefeitura, por meio da Guarda Civil Municipal e da Autarquia de Mobilidade (Ammpla), deu o exemplo de como garantir maior bem estar dos cidadãos e impedir a propagação do vírus. Em parceria realizada com a Caixa na noite de segunda-feira (27), o munícipio disponibilizou agentes de trânsito da Ammpla e da Guarda para auxiliar os funcionários da instituição financeira na organização das filas, assegurando assim, que sejam cumpridas as medidas de distânciamento social, de no mínimo 2 metros entre as pessoas.

Em Petrolina, a Prefeitura realizou uma parceria com a Caixa Econômica Federal e disponibilizou agentes da Ammpla e da Guarda Civil para auxiliar na organização das filas para o saque do coronavoucher. A medida pretende evitar tumulto e aglomeração de pessoas. Deu certo!

Por conta da intervenção, a Rua João Clementino, no Centro da cidade, foi interditada da esquina da Praça Maria Auxiliadora até o semáforo com a Avenida Souza Filho. Toda a rua foi sinalizada indicando a posição correta de distânciamento entre os que aguardam o atendimento na agência bancária.

A mudança no trânsito também afetou a Rua Coronel Amorim, onde fica localizado o Colégio Dom Bosco. A rua, por enquanto, foi transformada em sentido duplo para atender a demanda de carros em circulação.

Central de Atendimento

Na terça-feira (28), a Prefeitura de Petrolina, junto à Caixa Econômica Federal, disponibilizou uma Central de Atendimento do Auxílio Emergencial. A medida foi implantada com o objetivo de reduzir as filas nas agências bancárias e evitar a concentração de pessoas em um só espaço, afim de reduzir o risco de contaminação pelo coronavírus.

A Central funciona no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho, das 8h às 12h, enquanto houver necessidade por parte da população. Dez profissionais foram capacitados para realizar os atendimentos e tirar as dúvidas da população em relação ao recebimento do coronavoucher.

Sabrina Santos é dona de casa e estava com dificuldades para acessar a conta criada no aplicativo da Caixa. “Achei uma boa opção ser atendida aqui no Centro de Convenções, facilita muito não ter que pegar a mesma fila das pessoas que precisam sacar”, disse.

A Central de Atendimentos dispõe de 110 lugares para que as pessoas aguardem sentadas, obedecendo a distância de 1,5m recomendada pela Organização Mundial de Saúde. A organização da fila externa conta com a colaboração da Guarda Civil Municipal.

Mesmo com toda as medidas sanitárias sendo tomadas, a prefeitura do município informa que a população deve tentar resolver qualquer dúvida por meio da Central Telefônica 111, e sair de casa somente em casos de extrema necessidade