Enfermeiros do Samu de Sousa são proibidos de trabalhar pelo Coren-PB

Motivo é a falta de médicos e de regulação do serviço médico em Sousa. Unidade móvel só volta a funcionar após regularização do serviço, diz Coren.

0
702

O trabalho dos profissionais de enfermagem do Samu de Sousa, no Sertão paraibano, foi interditado nesta terça-feira (20) pelo Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba (Coren-PB), devido às condições precárias na assistência aos usuários do serviço. O Coren alegou inexistência de regulação e de médico, em diversos plantões, expondo o profissional de enfermagem a ultrapassar os limites legais da função.

Com a decisão, o Coren-PB decidiu impedir os profissionais de enfermagem de exercer suas funções nas unidades de transportes móveis do Samu de Sousa, até que “seja sanada a ausência de regulação médica e de médico”.

De acordo com o Coren-PB, o Samu só volta a efetuar os trabalhos no município de Sousa se houver médico regulador na unidade móvel. O G1 tentou entrar em contato com a Secretaria de Saúde do município de Sousa, mas os telefones estavam desligados ou não foram atendidos.