Liberado cantor preso por fraude, na PB

0
556

Liberado cantor preso por fraude, na PB

O cantor Fernando Gomes da Silva, 33 anos, preso na manhã de ontem, segunda (13), acusado de fraudes, já se encontra em liberdade. A denúncia contra ele eŕa o suporto desvio de R$ 100 mil ao simular que havia sido contratado para a gravação de um DVD, em João Pessoa.

Ele foi já liberado após audiência de custódia. A justiça entendeu que não houve motivo para a prisão e também não houve pagamento de fiança.

As investigações começaram na sexta-feira (10) depois que sete vítimas procuraram a Delegacia dizendo que foram contratadas por Fernando Gomes e que ele não teria pago os valores combinados.“O investigado se aproximou das vítimas com a desculpa que tinha sido contratado pela Record de São Paulo para a gravação de um DVD. A partir daí ele contratou músicos e conseguiu patrocinadores alegando que eles iam fazer parte do projeto musical”, disse o delegado da DDF, Lucas Sá.

As pessoas que foram lesadas pelo cantor informaram que o acordo era receber pelos serviços quando os shows acabavam, mas isto não acontecia. Fernando Gomes sempre apresentava uma desculpa para não saldar a dívida. Isto aconteceu pelo período de quatro meses. Os primeiros músicos ficaram dois meses trabalhando com ele e logo depois ele dispensou o grupo e contratou uma nova banda, mas acabou deixando todo mundo com o prejuízo.

Durante o depoimento, Fernando Gomes informou que já foi investigado pela Polícia Federal, por ter duas empresas registradas em seu nome. Na residência dele os agentes de investigação encontraram folhas com nomes de várias pessoas contratadas nos últimos meses pelo cantor. Ele vai responder pelo crime de estelionato e será apresentado nesta terça-feira (14) ao Juiz na audiência de custódia. Enquanto espera pela decisão da Justiça, ele vai ficar recolhido na carceragem da Central de Polícia, no Geisel.

A Delegacia de Defraudações e Falsificações seguirá realizando diligências para encontrar outras vítimas e descobrir os valores dos prejuízos que Fernando Gomes causou a elas para que eles sejam ressarcidos conforme prevê a lei. A polícia também quer saber se ele teve ajuda de outras pessoas para praticar os golpes. Por isso pede para quem tiver alguma informação importante que possa auxiliar o trabalho investigativo pode repassar ligando para o número 197 Disque Denúncia, não precisa se identificar.


PB Agora