PM divulgou balanço das ações em maio nos 12º e 14º Batalhões

0
126

A Polícia Militar através do Décimo Segundo Batalhão com sede em Catolé do Rocha e sob o comando do Major Esaú divulgou o balanço das ações da corporação na região durante o mês de maio.

05 veículos recuperados (Brejo do Cruz e São Bento)

03 armas de fogo apreendidas (Belém, Riacho e Paulista)

38 prisões e 03 adolescentes apreendidos

02 porções de maconha e 06 de cocaína (Catolé e São Bento).

DESTAQUE

O cabo Gilverlan Alves de Melo (Dedé de Livaci), foi escolhido como Policial destaque do mês de maio do Batalhão da Polícia Militar da Paraíba, sediado em Catolé.

Cabo Gilverlan já serviu a PM do Rio Grande do Norte, no ano de 1989, prestando bons serviços nas cidades de Alexandria e Paraná, onde pediu afastamento para ingressar as fileiras da Polícia Militar do seu estado de origem.

Ainda no mês de maio de 2018, os indicadores de Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP) diminuíram em relação ao mesmo período de 2017 em Sousa, no sertão do estado e em toda a área do 14º BPM. Os dados são do Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM) do 14º BPM e foram divulgados a imprensa.

SOUSA

Já em Sousa os dados divulgados indicam a redução em 39,39% do índice de Crimes Violentos Patrimoniais (CVLI), em Sousa, no mês de maio deste ano. De acordo com a COPOM do 14º BPM, foram registradas 20 ocorrências atendidas do tipo, enquanto o mesmo período do ano passado contabilizou 33.

Na cidade de Pombal, porém, houve aumento de 4 para 7 ocorrências no período.

Na média, a área do 14º BPM registrou uma redução de 48 (em 2017) para 36 no mês de maio deste ano. Portanto, no geral, uma redução de 25% em toda a área.

A área do 14º BPM é composta pelos municípios de Sousa, Pombal, São Jose da Lagoa Tapada, Nazarezinho, Marizópolis, Vieirópoilis, Lastro, Aparecida, São Francisco, Santa Cruz, São Domingos de Pombal, São Bentinho e Cajazeirinhas.

O resultado positivo, de acordo com o comando do 14º Batalhão, é resultado da intensificação no policiamento, na integração com a Polícia Civil e Corpo de Bombeiros, no trabalho dos setores de inteligência e no mapeamento da mancha criminal, que é subsidiado pelas estatísticas.

Assessoria