Pivô de queda de Dom Aldo é absolvida pela Justiça paraibana

0
356

Dom Aldo Pagotto. Arcebispo Metropolitano da ParaíbaDom Aldo Pagotto. Arcebispo Metropolitano da Paraíba

Mariana José Araújo da Silva, autora da carta que denunciou supostos atos homossexuais dentro da Arquidiocese da Paraíba, envolvendo o arcebispo Dom Aldo Di Cillo Pagotto, foi absolvida em ação movida pelo religioso por calúnia e difamação, que tramitava no Fórum Criminal da Capital.

O juiz Hermance Gomes Pereira, da Câmara Criminal de João Pessoa, entendeu que, ao analisar os autos, não constatou “dolo, a intenção deliberada, livre e consciente de atacar a honra subjetiva da vítima, no caso da injúria ou a honra objetiva, reputação, em caso de difamação”.

No dia 06 de julho deste ano, o Vaticano publicou a renúncia de Dom Aldo do cargo. Para se afastar, ele alegou problemas de saúde. No entanto, veículos da imprensa nacional e internacional associaram o afastamento a escândalos de pedofilia e relacionamentos gays.

MaisPB

DEIXE UMA RESPOSTA